As redes de mídia social construídas no blockchain estão revolucionando a maneira como compartilhamos, interagimos e nos comunicamos com as pessoas online. Esses sistemas oferecem maior transparência, propriedade de dados e incentivos descentralizados, utilizando o poder da tecnologia blockchain.

Este artigo discutirá cinco sites de mídia social baseados em blockchain bem conhecidos: Steemit, Verasity, Binded, Audius e Sapien.

Steemit

Baseado na blockchain Steem, Steemit é uma rede de mídia social descentralizada inovadora. Os usuários são pagos pela curadoria e criação de conteúdo nessa nova abordagem de incentivo. Os usuários são motivados a criar conteúdo de alta qualidade e interagir com a comunidade, pois podem ganhar tokens Steem (STEEM) com base na participação.

Ao promover um próspero ecossistema de produtores de conteúdo e pagá-los diretamente, a estratégia da Steemit transforma o modelo convencional de mídia social.

Veracidade

Veracidade é outra plataforma de mídia social baseada em blockchain com foco em conteúdo de vídeo e monetização. O objetivo é capacitar os criadores de conteúdo, fornecendo um ecossistema transparente e justo para compartilhamento de vídeo, visualização e obtenção de recompensas. O Verasity utiliza seu token nativo, VRA, para incentivar o engajamento e recompensar criadores e visualizadores de conteúdo.

Por meio da tecnologia blockchain, o Verasity garante a autenticidade das visualizações e fornece um ambiente seguro para os criadores de conteúdo monetizarem seus vídeos. Com recursos como bloqueio de anúncios e prevenção de fraudes de anúncios, o Verasity visa melhorar a experiência geral do conteúdo de vídeo, oferecendo um modelo de monetização sustentável para os criadores.

Relacionado: 5 canais do YouTube para aprender design gráfico

Vinculado

Vinculado é uma plataforma baseada em tecnologia blockchain de ponta projetada especificamente para fotógrafos protegerem seus direitos autorais. Com o Binded, os fotógrafos podem enviar suas imagens com segurança para um cofre de direitos autorais protegido por blockchain. Isso garante a autenticidade e propriedade de seu trabalho. Além disso, o Binded permite que os artistas compartilhem suas criações enquanto monitoram ativamente possíveis violações de direitos autorais.

Aproveitando o poder do blockchain, a Binded gravou e protegeu com sucesso mais de 350.000 imagens, estabelecendo-se como uma plataforma confiável para proteção de direitos autorais. Além disso, o Binded simplificou o processo de registro de direitos autorais para fotos do Instagram. Sempre que um usuário publica uma imagem no Instagram com a hashtag #Binded, ele aciona um registro instantâneo da foto, garantindo uma proteção de direitos autorais rápida e eficiente.

Audius

Audius é uma plataforma descentralizada de compartilhamento e streaming de música que busca transformar o negócio da música. O Audius, que foi desenvolvido na blockchain Ethereum, dá aos músicos controle direto sobre sua música e permite que eles ganhem dinheiro sem usar intermediários.

Audius oferece transparência, recompensas equitativas e resistência à censura, utilizando a tecnologia blockchain. Construir redes e interagir diretamente com os fãs permite que os artistas obtenham feedback imediato sobre seu trabalho.

sapiens

A rede social de notícias baseada em blockchain sapiens enfatiza a privacidade do usuário, conteúdo de alta qualidade e propriedade de dados. Ele permite que os usuários produzam, distribuam e se envolvam em discursos sobre uma variedade de tópicos, preservando o controle sobre seus dados.

A Sapien usou a tecnologia blockchain para criar um sistema de reputação descentralizado que promove contribuições de alta qualidade e evita spam e informações falsas. Os usuários podem criar feeds de notícias personalizados e ter conversas significativas com outros usuários que compartilham seus interesses.

Relacionado: 5 ferramentas de IA para aprendizado e pesquisa

Fatores a considerar ao monetizar o conteúdo

Quando se trata de monetizar conteúdo, há várias considerações importantes que os criadores de conteúdo devem ter em mente:

Público e nicho

Compreender o público-alvo e o nicho específico que atende é essencial. Para criar conteúdo que ressoe com os usuários, é importante identificar seus requisitos, preferências e comportamentos. Com esse conhecimento, os usuários podem escolher as melhores táticas de monetização de conteúdo.

proposta de valor

Descrever o benefício especial oferecido ao público é fundamental. O que distingue o conteúdo de alguém de outros no campo? Ao enfatizar as vantagens e soluções oferecidas, é possível atrair e reter um público dedicado.

modelos de monetização

O exame de inúmeras estratégias de monetização permite a seleção dos modelos que melhor se adequam ao público e ao conteúdo. Publicidade, patrocínios, marketing de afiliados, assinaturas, conteúdo premium, vendas de produtos e crowdfunding são exemplos de estratégias populares de monetização. Ao pesar as vantagens e desvantagens de cada um, os usuários podem escolher os modelos que se alinham com seu conteúdo e objetivos.

Qualidade e consistência

Entregar material de alta qualidade de forma consistente ajuda a ganhar a confiança do público e estabelecer credibilidade. Conteúdo de alta qualidade leva a mais espectadores, maior engajamento e maiores possibilidades de receita. A consistência nas datas de postagem e tipos de conteúdo também é essencial para reter e expandir o público.

Diversificação

Confiar em apenas uma maneira de monetizar pode ser arriscado. Diversificar as fontes de renda ajuda a diminuir a dependência de qualquer fonte. Combinar diversas estratégias de monetização, explorar joint ventures ou usar vários canais e mídia para atingir um público maior são maneiras eficazes de alcançar a diversificação.

Experiência e engajamento do usuário

Priorizar a experiência e o engajamento do usuário ajuda a manter os usuários na plataforma por mais tempo, atraindo um público maior. Criar uma plataforma ou site intuitivo e amigável para o consumo de conteúdo é crucial. Incentivar o diálogo por meio de enquetes, comentários e interações nas mídias sociais pode aumentar o engajamento. Envolver-se com o público, abordar seus comentários e adaptar o conteúdo conforme necessário com base em suas preferências são práticas importantes.

Promoção e marketing

Métodos eficazes de promoção e marketing são cruciais para aumentar a visibilidade do conteúdo. Utilizar mídia social, marketing por e-mail, otimização de mecanismo de busca (SEO), parcerias com influenciadores e promoção cruzada pode ajudar a alcançar um público mais amplo. Desenvolver uma marca pessoal forte e alavancar as redes existentes também pode expandir o alcance.

Análise e insights de dados

O uso de ferramentas de análise para monitorar a eficácia dos esforços de monetização é essencial. A análise de informações sobre dados demográficos, níveis de engajamento, taxas de conversão e fontes de receita do público fornece insights valiosos. Ao tomar decisões baseadas em dados e melhorar continuamente as táticas, é possível identificar áreas para desenvolvimento e otimizar as estratégias de monetização.

Considerações legais e éticas

Familiarizar-se com as leis e os princípios éticos que regem a monetização de conteúdo é importante. Aderir às regras de privacidade, padrões de divulgação de conteúdo patrocinado e restrições de direitos autorais garante a conformidade. Transparência e honestidade nas estratégias de monetização constroem a confiança do público e protegem a marca.

Inovação e adaptabilidade

O cenário digital está em constante evolução, por isso é crucial estar aberto para modificar os planos de monetização e explorar novas possibilidades. Manter-se informado sobre os desenvolvimentos do mercado, plataformas emergentes e ferramentas que podem aprimorar os esforços de monetização também é importante. Experimentação regular, levar o feedback a sério e adaptar estratégias são necessários para se manter à frente no mundo dinâmico da monetização de conteúdo.